fbpx

Mentor amor

Até hoje pensei que você tinha sido meu primeiro amor. Mas pouco houve de amor em nossa história. Ou muito.

Você foi meu primeiro mentor. A pessoa ideal para me colocar diante dos desafios que havia escolhido para mim na fase anterior de minha vida.

Agradeço a você profundamente por toda a intensidade do que vivemos. E por ter aberto a porta daquela gaiola chamada casamento quando você percebeu que jamais poderia dar cabo da minha profundidade.

Sim, você foi raso, doutor. Belo vocabulário, ideias conectadas e oratória perfeita. Mas, debaixo desta casca você não teve mais a oferecer do que a herança do seu patriarcado. Indigesta herança, que se sucede em você, mesmo relutante.

Te agradeço por esta integridade. De ser quem se é. Nada mais. Agradeço por me libertar do peso das tradições. Creio que te libertei. Te liberto agora.

E te trarei sempre em mim. Não foi uma criança que parimos juntos. Foi a nós mesmos que nos demos a luz.

(exercício “o mentor” de visualização, mapa mental e escrita rápida, pelo método Escrita Total, ministrado pelo Dr. Edvaldo Pereira Lima)

Mentor amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.